Books‎ > ‎

Transparência

 

 
 
 
 

 
 
Livro
Transparência -
Abel Salazar e o seu tempo, um olhar
 
Concepção e coordenação
Manuel Valente Alves

Textos
Artur Santos Silva, João Brigola, Filipe Serra, Graça Filipe, Manuel Valente Alves, Maria do Carmo Serén, José Luís Porfírio

Fotografias
João Paulo Sottomayor, Maria Leonor Ponte, Nina Szielasko, Teresa Nunes da Ponte

Concepção gráfica
Nina Szielasko

Publicação
Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República/
Museu Nacional de Soares dos Reis

Local e data
Porto, 2010
 
184 pp.
ISBN 978-972-776-419-8


"Abel Salazar (1889-1946), médico cientista, artista plástico, filósofo, ensaísta e professor universitário é um caso singular no panorama cultural português e uma das personalidades mais prestigiadas da I República, que não pode ser avaliado apenas sob uma perspectiva meramente disciplinar.
Abel Salazar não só aprofundou o estudo do corpo biológico, através da microscopia, como estreitou os laços com o corpo social através da prática artística, recorrendo a várias técnicas - o desenho, a pintura, a escultura -, como produziu uma significativa obra teórica, onde convergem arte, ciência e filosofia, organizando deste modo um corpo de saber deveras singular. Para pensar a sua obra no presente é importante entender a coesão interna do seu discurso e da sua prática interdisciplinar e a relação que o artista-cientista estabelece com os movimentos artísticos mais relevantes da época. Nuns casos de empatia (como é o caso do impressionismo) noutros de oposição e corte ideológico (como é o da «arte pela arte» modernista), Abel Salazar nunca se identificou completamente com nenhuma corrente artística.
A exposição 'Transparência - Abel Salazar e o seu tempo, um olhar', uma iniciativa da Comissão Nacional para a Comemoração do Centenário da República, é organizada em torno da obra plástica de Abel Salazar. O seu objectivo principal era contribuir para uma melhor compreensão e posicionamento histórico do trabalho de Abel Salazar à luz do pensamento actual. Através dela foi dada ao público, pela primeira vez, a possibilidade de confrontar um significativo número de obras suas provenientes da Casa-Museu Abel Salazar e de colecções particulares, com obras de outros artistas, alguns dos mais proeminentes da época, pertencentes às colecções do Museu Nacional de Soares dos Reis, do MNAC - Museu do Chiado, da Fundação Arpad Szenes - Vieira da Silva, da Câmara Municipal de Matosinhos e de várias colecções particulares." Manuel Valente Alves, comissário da exposição
 
O presente livro-catálogo reúne documentação completa sobre a exposição e as peças expostas, incluindo vistas da montagem e projecto de arquitectura, textos de abertura de Artur Santos Silva, João Brigola, Filipe Serra e Graça Filipe, e ensaios de Manuel Valente Alves, comissário da exposição, Maria do Carmo Serén, historiadora e José Luís Porfírio, crítico de arte e historiador.
 

 
 
Book
Transparency -
Abel Salazar and his time
,
a view

Concept and coordination
Manuel Valente Alves

Texts
Artur Santos Silva, João Brigola, Filipe Serra, Graça Filipe, Manuel Valente Alves, Maria do Carmo Serén, José Luís Porfírio

Photographs
João Paulo Sottomayor, Maria Leonor Ponte, Nina Szielasko, Teresa Nunes da Ponte

Graphic design
Nina Szielasko

Publisher
Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República/
Museu Nacional de Soares dos Reis

Place and date
Porto, 2010

184 pp.
ISBN 978-972-776-419-8

 
"Abel Salazar (1889-1946), medical scientist and artist, is a unique case in the Portuguese cultural personalities and one of the most prestigious of the First Republic in Portugal, which can not be evaluated only in a disciplinary perspective.
Abel Salazar not only deepened the study of biology through microscopy, such as closer ties with society through art, using various techniques: drawing, painting, sculpture. It also produced an important theoretical work on converging art, science and philosophy, which organizes a body of knowledge. To think his work in this is important to understand not only the exemplary internal coherence of his discourse and practice, as well as the relationship established with the most important artistic movements of the time, in some cases of empathy (as is the case of Impressionism ) and cut other ideological opposition (such as that of "art for art's sake" modernist) but never complete identification.
The exhibition 'Transparency - Abel Salazar and his time, a view', an initiative of the National Committee to Commemorate the Centennial of the Republic, is organized around the plastic work of Abel Salazar. The main objective of this exhibition is to contribute to a better understanding and positioning of the historical work of Abel Salazar in the light of current thinking. Thus, it is given to the public for the first time the possibility of confronting a significant number of his works from the Abel Salazar House Museum and private collections, with works by other artists, some of the most prominent of the time, belonging to the collections of National Museum Soares dos Reis, the MNAC - Museu do Chiado, the Foundation Arpad Szenes - Vieira da Silva, Mayor of Matosinhos and several private collections." Manuel Valente Alves, curator of the exhibition

This
book-catalog brings together a full information about the exhibition and the pieces, including views of mountage and architectural plan, opening texts by Artur Santos Silva, João Brigola, Filipe Serra and Graça Filipa, and essays by Manuel Valente Alves, curator, Maria do Carmo Serén, historian, and José Luis Porfírio, art critic and historian.